Colarinho

Colarinho bom é aquele que mantém a distância de 1 cm do pescoço, para maior mobilidade e conforto. Além disso, deve combinar com o shape do terno, bem como estar harmônico com o nó da gravata.

Ademais, o colarinho pode ajudar a equilibrar o formato do rosto, sendo capaz de causar a impressão errada sobre o look e sobre si mesmo quando a escolha não for a mais coerente.

E como os homens são extremamente orgulhosos, vamos combinar que isso tudo é muito fácil para vocês, certo?

Então, bóra…

.

.

.

Colarinho curto:

Para usá-lo, a barriga deve estar em dia, nada de volumes na parte central do corpo com este tipo de colarinho. Combina com ternos e camisas ajustados. A gravata deve ser estreita/fina.

.

.

.

Colarinho francês:

É o mais popular e também chamado de “básico”, por combinar com todos os tipos de nós de gravata e rostos.

.

.

.

Colarinho inglês:

Possui suas pontas mais alongadas. Combina com terno slim fit sem gravata. Só não é aconselhável para rostos finos, pois formaria uma linha muito vertical em um mesmo look, rs.

.

.

.

Colarinho italiano:

Suas pontas não são longas, mas são abertas e, para preencher esse grande espaço entre elas, o ideal é que o nó da gravata seja grosso, como o nó windsor.

.

.

.

Colarinho americano:

É considerado o mais informal. O espaço entre suas pontas é estreito, por isso, o nó da gravata não deve ser grosso. Alguns o utilizam com gravata afrouxada, de um jeito despojado.

.

.

.

Comportem-se garotos

.

.

.

Tags: , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: